quinta-feira, novembro 29, 2007

Pode respirar, não respire, pode respirar, não respire...

"Tudo na vida nos diz
que é num momento fugaz
o tempo de um raio-x
que a gente quer ser feliz
vai ser capaz?

Vai ser capaz de sair?
vai ser capaz de aguentar?
por todo o ser no parar
e nisso enfim emergir
vir respirar!

Não respire!
Pode respirar? ..."

... não respire, pode respirar, não respire. E só mais uma vez vamos encher o peito de ar. Pode respirar, não respire, pode respirar, não respire.

A cantilena dos radiologistas, já inspirou há 10(!) anos o meu segundo autor/cantor/poeta preferido, Sérgio Godinho. E é isso que me anima quando estou lá dentro a ouvir o ritmo das chapas de metal. Começo sempre a cantarolá-la. Mesmo sem respirar. Mesmo enchendo o peito de ar. Hoje acho que até me ri. Há profissões bem monótonas... até para mim que gosto de rotinas.
Pode respirar, não respire, pode respirar, não respire.

1 comentário:

Susana disse...

Há uns dias também tive de fazer e também me estava a rir para dentro. E a mulher parecia que estava na tropa a dizer aquilo aos berros: NÃO RESPIRE!