quarta-feira, dezembro 17, 2008

American Big Give

O programa tinha tudo para ser mais um reality show foleiro, e ainda por cima era americano (!), mas o facto de ser fã de uma dos elementos do júri, fez com que despertasse o meu interesse, achando que ele não iria viver para os EUA durante uns tempos por 'dá cá aquela palha' ou muito menos por um mau formato que denegrisse a sua fama.

As intenções são boas e o show resulta porque os concorrentes fazem mesmo de tudo para poderem ajudar as tais pessoas que precisam de ajuda, quer seja pelo prémio, quer seja pelo prazer do voluntariado. O que mais acabou por me surpreender foi o casting dos concorrentes, que não são os esperados 'escuteirinhos' que gostam de fazer boas acções, mas sim pessoas com histórias de vida muito diferentes, entre elas um milionário e uma miss qualquer coisa.

Numa altura em que a América está na tal crise profunda, a única coisa que achei excessiva foi a falta de originalidade das histórias encontradas, pois na grande maioria acabam por ser mais ou menos todas histórias de pessoas que, por diferentes motivos, não conseguem pagar as hipotecas das casas.
Além disso apenas dispensava os berros que as americanas dão quando vêm a Oprah, ou ganham qualquer coisa..., elas são mesmo muito histéricas não são?

Para alternar com a ficção que vamos vendo por estes dias, histórias reais, de ir ás lágrimas, e não me parece que seja pela minha condição do momento...

Sem comentários: